Queimaduras


As queimaduras são um dos acidentes pessoais que mais sofremos. Na sua maioria são dolorosas e sem gravidade, contudo existem algumas em que a nossa actuação primária deve é essencial para evitar o seu agravamento.

A gravidade das queimaduras tem a ver com vários factores:

  • A causa
  • O local
  • Extensão
  • Profundidade.

A Causa das queimaduras podem ser por:

  • Calor
  • Frio
  • Electricidade
  • Produtos químicos.

Quanto ao Local da queimadura, estas são graves se forem:

  • Na face
  • Na via aérea (boca, nariz ou estoma [garganta])
  • Nos órgãos genitais.

Pela sua Extensão, isto é a percentagem do corpo que está queimada dependem em muito do local e da profundidade, sendo que 1% é o equivalente a 1 mão da Vítima.

Quanto á Profundidade das queimaduras dependem das características que apresentam e da profundidade da pele e outros tecidos abaixo que foram queimados. Assim:

1º Grau – afecta apenas a superfície de pele, que fica dolorosa, vermelha e muito sensível.

2º Grau – afecta toda a pele, é bastante dolorosa e aparecem bolhas de plasma (flictenas).

3º Grau – afecta já os tecidos abaixo da pele, que entretanto já não existe e fica com uma coloração de acastanhado/negra/esbranquiçada e quase sempre sem dor por destruição dos terminais nervosos.

4º Grau – considera-se, em diversas bibliografias, como sendo destruição total da área afectada de forma a diferenciar do 3º Grau.

*Actuação*

A actuação para a maioria das queimaduras é:

  • Aplicação de água fria ou temperatura ambiente, mas nunca gelada, (preferência soro fisiológico) em abundância, nos membros devem ser mergulhados em água.
  • As roupas e adornos devem ser retirados e proteger a vítima com um lençol para queimados ou um lençol limpo de algodão (100%).
  • Irrigando na zona afectada para prevenir a desidratação (sem pele), e diminuir a dor (sempre deitar água até deixar de doer quando não esta com água).
  • Muita atenção ao material usado que deve ser o mais limpo possível e se possível usar material esterilizado.

Situações específicas:

  • Electricidade: deve-se primeiro certificar que a corrente foi desligada e aguardar que toda a electricidade que possa ter acumulado saia, e só depois devemos actuar.
  • Produtos químicos: toda a roupa deve ser retirada e deve estar a ser lavada a zona durante 15 minutos com água corrente. Nos casos de reacções químicas com água convém verificar as fichas de segurança do produto para aplicar o antídoto ou se a extensão for pequena deve-se limpar com panos húmidos com uso único de cada vez que se utiliza (vários numa queimadura), com o objectivo de diminuir a concentração do químico.
  • Queimaduras por Frio: muito cuidado com a abordagem e á temperatura do material de socorro, que devem estar á temperatura ambiente e só depois ir aquecendo gradualmente a vítima.

*O que não deve fazer*

Chegar gorduras: porque evitam o calor de sair dos tecidos e agravam a lesão (ex. vaselina, manteigas, margarinas, pomadas)

Usar pomadas e cremes como socorro inicial: deve-se em primeiro lugar deixar sair toda a energia (até deixar de doer) e só depois aplicar as pomadas e cremes apropriados para queimaduras e hidratantes da pele.

Álcool e pasta dos dentes: dá a sensação de frescura mas está a lesionar as células que ainda tinham resistido á queimadura.