Enfarte Agudo do Miocárdio


Quando se tem uma dor no peito é muito natural ficarmos preocupados e a razão é que o coração e os pulmões, ambos órgãos nobres, se alojam por debaixo da grelha costal.

Existem dois tipos de dor, a de Origem Cardíaca e Origem Não Cardíaca

Origem cardíaca

A dor de origem cardíaca surge quando existe a falta de aporte de oxigénio causada pela diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos ou o colapso deste, que por sua vez pode ser causada pelo processo de aterosclerose (acumulo de gordura nas paredes das artérias) ou pelo enfraquecimento das paredes que colapsam (aneurisma).

Perante os sinais e sintomas:

  • Dor forte do tipo “facada”, “opressão”, “cão a ferrar”, na sua maioria desencadeada em repouso ou após alguma emoção forte;
  • Dor não abranda, mesmo adoptando posições mais confortáveis;
  • A dor é persistente e aloja-se na mandíbula ou membros superiores, principalmente o esquerdo;
  • Apresenta uma “falta de ar” associada (edema agudo do pulmão);
  • Sente-se cansado e esta a suar bastante.

Não hesite em ligar 112 ou directamente aos BVV (253 489 100) que transferem a chamada ao CODU e transmitir:

  • Local onde está, com pontos de referência (ex. café, cruzamento, igreja)
  • O que se passa com a vítima
  • Aguarde instruções pois o médico do CODU pode dar-lhe acções para fazer enquanto não chega o socorro e pode querer perguntar informações para tentar excluir outro tipo de doença.

Lembre-se que você é o primeiro elo da cadeia que irá desencadear no socorro a essa vítima e por isso é muito importante. Mantenha a calma para poder responder às questões e principalmente para poder efectuar um pré-socorro.

Se não é o primeiro episódio, ou seja, se alguma vez já teve um enfarte, deve indicar ao CODU e aos socorristas. Se tiver os comprimidos para SOS (vasodilatadores) é altura de os tomar.

Só no hospital é que se consegue fazer o diagnóstico, não facilite para bem da sua saúde.

Origem Não Cardíaca

A dor que sentimos no peito pode também ter origem nos músculos ou nos pulmões quer por ruptura ou infecção. Horas após um grande esforço físico, “mau jeito”, uma pancada, uma pneumonia, ou outra infecção na via aérea ou nas membranas envolventes aos órgãos, podem causar estas dores que nada têm a ver com o coração. Apesar de aparentemente não serem tão graves como as de origem cardíaca, devemos sempre seguir ao hospital/unidade de saúde para termos um diagnóstico.